A vida é feita de escolhas!

01/11/2010

Mais de 3 meses sem postar nadica de nada, né? Coisa feia! 😦

Então segue o último vetor, fresquinho, saído do forno. Mais um vetor vindo do além-rascunho, aquela terra doida onde cabe qualquer rabisco para fazer nascer uma grande ideia, para se expressar, para praticar o ferramental ou simplesmente para passar o tempo! 😀

O tema deste é bem simples. Mas demorei pra terminar por que não estava achando um fundo que me agradasse. O lance da moldura é meio breguinha, mas eu quis usar mesmo assim. 😛

Estava um dia pensando nos filtros. Os filtros que a gente usa pra encarar a vida. Aí me surgiu essa ideia. Acho que a imagem é autoexplicativa. Se você vê muito pelo em ovo, se qualquer mancada de um amigo já é motivo pra cortar relações, se uma frase torta já é motivo pra você achar que há uma conspiração interplanetária contra você… Triste. Ou seja, se a gente procurar as coisas ruins nas pessoas, talvez seja só o que a gente vá encontrar mesmo (ou talvez seja o caso de você procurar um bom psiquiatra). Da mesma forma que se você mantém as esperanças nas coisas boas, tem tolerância às diferenças alheias, tem pensamento positivo e principalmente fé nas coisas/pessoas com as quais mantém contato, é bem capaz de você conseguir ver sempre o lado bom em tudo. Mesmo naquelas pessoas/situações que se apresentam como ruins.

Blá, blá, blá, e eu tô aqui filosofando como se eu fosse uma grande psicóloga-zen-budísta-altamente-equilibrada. NÃO! Não sou! Mas fazer o desenho me levou a justamente pensar nessas coisas todas e vai ver que essa moldura brogonóide signifique isso mesmo: “Camila, imprima e faça um quadro pra você olhar todo dia e se lembrar de quem você é OU espera ser!”. 🙂

Tecnicamente: comecei na caneta esferográfica, Bic velha de guerra, e ataquei no vetor. Bateu na trave por algumas semanas, até que hoje entrou pro gol. Iupi. Já disse e repito: VIVA o degradê com mudança de opacidade!

😀

LIFE IS MADE OF CHOICES!
It has been more than three months that I don’t upload something, right? What a shame! 😦
So, check out my last vector work, a freshyyyy new born. Another vector work from the rough-land, that crazy place where any scratch can build up a great idea, just for expression, for practicising the programs tools or simply for watching the time passing by! 😀 The theme for this one is very simple. But it took me a long time to finish because I wasn’t certain about the background. The use of this passepartout sounds a little old-fashion, I know, but I felt like using it anyway. 😛 One day I was thinking about filters. Those filters that we use to face life. Than this Idea came to me. I think the image can explain itself all alone. If you are the kind of person that exagerates anything, if any little mistake from a friend is almost a reason to cut ties, if any little chat is enough for you to think there’s interplanetary conspiracy against you… How sad.  In other words, if one goes after the bad things from others, maybe that’s exactly what it’s going to find (or maybe that’s time to find a good psychiatrist). At the same time, if one hopes on people to make good things, if has  tolerance for others, good vibes and mostly, faith on people and things from whom it gets in touch, it’s almost certain for one to see the good side on everything. Even on those situations or people that present themselves as bad. Bla, bla, bla, here I go talking as if I´m a great zen buddhist psychologist, highly-balanced. NO! I’m not! But drawing this drive me to think about it, and maybe that’s why I used the outdated frame: “Hey there Camila, print it and make a great canvas, for you to look it every single day and remeber who you are – or who you intend to be!”.  🙂 Technically: I started in ballpoint pen, the old and good Bic, and than attacked in vector. Hit the crossbar for a few weeks, until today:  I fell I made a goal. Yay. I’ve said that before, but I’m going to repeat: HURRAY to the opacity gradient change!
😀


Anúncios