Desenhar nas mesas do Viena

15/03/2011

Adoro ir no Viena por que lá, ao invés de esperar pela comida impacientemente, você pode ficar viajando e desenhar na mesa. Não que dê pra ir lá todo santo dia, mas quando dá é uma beleza. Comida boa + possibilidade de desenhar = Iurrú! Fora que o ambiente agradável ajuda muito, tanto no gosto da comida quanto no resultado do desenho. Amooo!

Drawing on Viena’s Tables
I love to eat at Viena because there, instead of waiting forever for the food, one can daydream and draw on the table. It’s nothing that I do on a daily-basis but, when its possible, its great for sure. Good food + drawing = Hurrayyy! Besides, the ambient helps a lot, either on the taste of the food or on the result of the draw. Lovvveeee it!
Anúncios

Avião

25/01/2011

Vetor de avião, oriundo do post passado. Boa viagem!

🙂

PLANE
Trace of a plane, from the last post. Have  a nice trip!

Desenhando no Aeroporto

25/01/2011

Semana passada dei um pulo no Aeroporto de Guarulhos (Cumbica – SP). Enquanto aguardava um vôo subir alto no céu, levando dois amados, olhava outros tantos vôos subindo e descendo. Caderneta de rascunhos na mão, não pude evitar sentar num café e observar idas e vindas. Tantos sonhos, tanta gente, tanto tudo. A aviação moderna é realmente fabulosa.

🙂

DRAWING AT THE AIRPORT
Last week I went to Guarulho’s Airport (Cumbica – SP). While waiting one flight to go up in the sky, carrying two beloved ones, I watched many other flights going up and down. Sketchbook in my hands, I couldn’t help it, I sat at a coffeshop and started to behold the comings and goings. So many dreams, so many people, so many everything. Modern aviation is really fabulous, isn’t it?

Samurai

24/12/2010

Clique par aver maior! =)

Confiança, retidão de caráter e integridade. O Samurai é capaz de perder a própria vida em prol daquilo que defende. Movimentos precisos numa vida imprecisa.

Enquanto vetorizava este, filmei com um daqueles programas de captura de tela em vídeo. Levou três horas, e consumiu uns três GB também (filmando em AVI). Segue o vídeo abaixo.

Que eu possa um dia virar 1/10 de samurai. Só pra equilibrar.

🙂

SAMURAI
Confidence, fair play and integrity. The Samurai is capable of losing his own life for something he defends. Precise movements in an imprecise life. While I was tracing this draw, I made a film using a video capture program, the kind of program people use to take snapshots from the computer screen. It took me 3 hours and 3 GB to do so (filmed in AVI). At the link you can see the video. May I become part samurai, even 10%, someday. Just for the equilibrium.

Valores…

11/12/2010

Vi uma moça no metrô ainda outro dia que deveria ter minha idade, ou até menos idade do que eu – hellooooo balzaca! – carregando um bebê no colo, acompanhando uma criança para a escola e pasme, grávida do terceiro (ou terceira). E imagino que eram todos filhos pelos formatos de olhos, cabelos e demais atributos físicos. Já montando a cena na cabeça como ilustração, segui toda garbosa e serelepe pelo metrô. No mesmo dia o grande Fernando Dourado, designer, produtor gráfico e produtor executivo da Revista Ounão me convidou a enviar um trabalho para a possível publicação na revista. Agora estou no aguardo. Talvez seja do agrado da revista. Ounão.

🙂

VALUES
Other day I saw a lady at the subway that seamed to have my age, or maybe she was newest than me. She was carrying a baby, a tree-year-old child and was also pregnant. It looked like they were all her chidren, because they had the same eyes, hair and the same physical attributes. Quickly I pictured the scene in my mind as an illustration, and carry on at the subway, all dapper and frisky. The same day my friend Fernando Dourado – designer, printing producer and executive producer from Ounão Magazine (sounds like “maybenot”) invited me to deliver some work to be published on the magazine. Now I’m waiting. Maybe the people at the magazine likes it. Maybe not.

🙂


A vida é feita de escolhas!

01/11/2010

Mais de 3 meses sem postar nadica de nada, né? Coisa feia! 😦

Então segue o último vetor, fresquinho, saído do forno. Mais um vetor vindo do além-rascunho, aquela terra doida onde cabe qualquer rabisco para fazer nascer uma grande ideia, para se expressar, para praticar o ferramental ou simplesmente para passar o tempo! 😀

O tema deste é bem simples. Mas demorei pra terminar por que não estava achando um fundo que me agradasse. O lance da moldura é meio breguinha, mas eu quis usar mesmo assim. 😛

Estava um dia pensando nos filtros. Os filtros que a gente usa pra encarar a vida. Aí me surgiu essa ideia. Acho que a imagem é autoexplicativa. Se você vê muito pelo em ovo, se qualquer mancada de um amigo já é motivo pra cortar relações, se uma frase torta já é motivo pra você achar que há uma conspiração interplanetária contra você… Triste. Ou seja, se a gente procurar as coisas ruins nas pessoas, talvez seja só o que a gente vá encontrar mesmo (ou talvez seja o caso de você procurar um bom psiquiatra). Da mesma forma que se você mantém as esperanças nas coisas boas, tem tolerância às diferenças alheias, tem pensamento positivo e principalmente fé nas coisas/pessoas com as quais mantém contato, é bem capaz de você conseguir ver sempre o lado bom em tudo. Mesmo naquelas pessoas/situações que se apresentam como ruins.

Blá, blá, blá, e eu tô aqui filosofando como se eu fosse uma grande psicóloga-zen-budísta-altamente-equilibrada. NÃO! Não sou! Mas fazer o desenho me levou a justamente pensar nessas coisas todas e vai ver que essa moldura brogonóide signifique isso mesmo: “Camila, imprima e faça um quadro pra você olhar todo dia e se lembrar de quem você é OU espera ser!”. 🙂

Tecnicamente: comecei na caneta esferográfica, Bic velha de guerra, e ataquei no vetor. Bateu na trave por algumas semanas, até que hoje entrou pro gol. Iupi. Já disse e repito: VIVA o degradê com mudança de opacidade!

😀

LIFE IS MADE OF CHOICES!
It has been more than three months that I don’t upload something, right? What a shame! 😦
So, check out my last vector work, a freshyyyy new born. Another vector work from the rough-land, that crazy place where any scratch can build up a great idea, just for expression, for practicising the programs tools or simply for watching the time passing by! 😀 The theme for this one is very simple. But it took me a long time to finish because I wasn’t certain about the background. The use of this passepartout sounds a little old-fashion, I know, but I felt like using it anyway. 😛 One day I was thinking about filters. Those filters that we use to face life. Than this Idea came to me. I think the image can explain itself all alone. If you are the kind of person that exagerates anything, if any little mistake from a friend is almost a reason to cut ties, if any little chat is enough for you to think there’s interplanetary conspiracy against you… How sad.  In other words, if one goes after the bad things from others, maybe that’s exactly what it’s going to find (or maybe that’s time to find a good psychiatrist). At the same time, if one hopes on people to make good things, if has  tolerance for others, good vibes and mostly, faith on people and things from whom it gets in touch, it’s almost certain for one to see the good side on everything. Even on those situations or people that present themselves as bad. Bla, bla, bla, here I go talking as if I´m a great zen buddhist psychologist, highly-balanced. NO! I’m not! But drawing this drive me to think about it, and maybe that’s why I used the outdated frame: “Hey there Camila, print it and make a great canvas, for you to look it every single day and remeber who you are – or who you intend to be!”.  🙂 Technically: I started in ballpoint pen, the old and good Bic, and than attacked in vector. Hit the crossbar for a few weeks, until today:  I fell I made a goal. Yay. I’ve said that before, but I’m going to repeat: HURRAY to the opacity gradient change!
😀



Você e seu olhar de pastel seco

20/07/2010

Você e seu olhar de pastel seco.

Esse que não fala a que veio, mas continua olhando.

Esse que não tem foco exato, mas continua olhando.

Vontade de passar o algodão de ponta a ponta.

Em você e nesse seu olhar de pastel seco.

🙂

YOU AND YOUR PASTEL LOOK
You and your pastel look.
This one that doesn’t tell why is here, but is still looknig.
This one that doesn’t have an exact focus, but is still looknig.
Have a will of scrubing you cotton, from side to side.
At you and at your pastel look.